RSS

Arquivo mensal: janeiro 2011

Bolhas de sabão de novo

          Coisas a fazer, fome sentida. Me alimento de palavras, aquelas de que minha alma precisa. Nas profundezas da simplicidade, me permito afundar-me. E nesse fundo de mim, acordo todos os moradores dos meu quartos para uma ceia e faço um brinde com vinho em contemplação ao assombro da graça de Deus. Eu só desejo ser grato a Ele. Preciso comer, mas não quero comer muito. A Adélia Prado me faz lembrar que se comer demais não vou ficar com fome e essa fome é o que eu quero, pois com ela posso continuar pobre de espírito, dependente da comida que Ele me traz. Vez por outra, Ele me chama de bem-aventurado e me convida a brincar de novo. Ele pede para eu escolher meu brinquedo preferido e faz uma pergunta retórica – Bolhas de sabão de novo?  

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em janeiro 27, 2011 em Cristianismo, Espiritualidade

 

Tags:

O amor não é cego!

Pensando muito ultimamente sobre sentimentos, amor, paixão, concordo com Chesterton:

“O amor não é cego; essa é a última coisa que ele é. O amor é vinculado; e quanto mais vinculado for tanto menos cego será”

 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 27, 2011 em Pensando pensamentos

 

Tags: