RSS

O personagem-narrador leva o verbo normalmente à primeira pessoa.

20 maio
Lembro-me que, após descer as escadas de casa um homem olhou ternamente em meus olhos respirou fundo duas vezes, fazendo-me desviar o olhar, dizendo: –  Papai vai viajar, viu? E, apressadamente, meu tio o acompanha até a porta… Sem muito entender, subi para perguntar à minha mãe para onde o papai ia… E me recordo daquela cena… Acho que eu entendia, mas não queria entender e me lembro bem que minha reação foi apenas sorrir. Creio que pra mim foi algo tão forte e impactante que minha defesa mental e física aflorou, a partir daí, um garoto intrínseco.
 
Eu era a causa das brigas, o culpado daquilo! Caramba o quanto eu pensei nisso e cada atitude minha dali por diante foi uma aceitação disso. Minha mente culpável me causou muitos danos, mas pela graça de Deus meu pai não desistiu de seus filhos, assim como seu casamento, e aprendemos juntos a lição do amor, se assim posso resumir anos de mágoas e soluços. Mas quando tiramos os lamaçais de nossos olhos e nos colocamos nos lugares dos outros, abrimos um novo horizonte para ver lindas pessoas, corações generosos, dias de liberdade!
 
Num dos nossos passeios pela orla de Pajucara, com meus seis, sete anos de idade, meu pai olhou pra gente (eu e minha irmã) viu com certeza crianças obedientes, cabelos penteados, roupinhas por dentro e cabeças baixas olhando pro chão. Subitamente, ao passar por um gramado na entrada de uma casa grande, deitou-se na grama fazendo palhaçada e nos chamou pra fazer “a festa”… Enquanto minha irmã não pensou duas vezes eu o indagava com a mesma vontade de pular em cima dele: – Painho pode não, tem ali dizendo oh   NÃO PISE NA GRAMA. E me lembro como se fosse hoje sua resposta:  – QUE NADA VEM LOGO. Uma explosão de felicidade, que posso sentir nesse exato momento.
 
 
“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8 – 32).
Jhônatas Cabral
Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em maio 20, 2008 em Quartos

 

Tags: , ,

Uma resposta para “O personagem-narrador leva o verbo normalmente à primeira pessoa.

  1. 159

    abril 29, 2011 at 14:35

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkeu te amor

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: