RSS

Arquivo mensal: dezembro 2007

[Difícil ou Fácil]

1176948720_f.jpg

“Jesus ordenou “amar o próximo” porque é fácil amar o distante. O próximo é aquele que está no meu caminho, que tem o poder de me dizer não. Mais difícil que amar os doentes, que são carência pura, fraqueza pura, dependência pura, mendicância pura, é amar aqueles que estão ao meu lado e que são tão fortes quanto eu.”
(Rubem Alves)

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em dezembro 22, 2007 em Pensando pensamentos

 

Tags: , , , ,

Restauração

logo_580x435.jpg 

“Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras
e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o
e deixai-o ir.” (Jo 11.44.)

 

Essa passagem bíblica demonstra claramente o papel restaurador em que a igreja é co-participante de Cristo. Aquilo que é designado a nós como comunidade, irmandade, seres humanos. O Cristo estendido a todos através da disposição das nossas mãos. Tal como o milagre da ressurreição, o “milagre” do desatar as ataduras permanece para sempre nos corações daqueles a quem cuidamos.    

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 17, 2007 em Segundas de primeira

 

Tags: ,

Prosa e poesia

copia-de-s5030188.jpg

Evelyn e Jhônatas

Fotografia: Jhônatas Cabral

 
1 comentário

Publicado por em dezembro 15, 2007 em Fotografias

 

sonhos15.jpg 

 

As esperanças são seqüestradoras de sonhos e ideais,

são

capangas

da realidade.

 

Oxalá que eu esteja errado,

não desejaria estar certo.

 

Pois o certo é

não desapegar

tanto da esperança.

Jhônatas Cabral

 
1 comentário

Publicado por em dezembro 12, 2007 em Poemas, Quartos

 

Tags: , , ,

1170770720_f.jpg

“Os três jovens, completamente vestidos com os seus mantos, capas, chapéus e todas as outras roupas, foram amarrados e jogados na fornalha. A ordem do rei tinha sido cumprida, e a fornalha estava mais quente do que nunca; por isso, as labaredas mataram os soldados que jogaram os três jovens lá dentro” Daniel 3. 21,2

A principio não entendo a passividade destes três jovens: “Ó rei, nós não vamos nos defender” versículo (16.b) depois me rendo às suas declarações de fé e coragem: “Pois, SE o nosso Deus, a quem adoramos, QUISER, ele poderá nos salvar da fornalha e nos livrar do seu poder, ó rei” versículo 17.

E fico imaginando a dança no fogo…

Intensamente, o desejo do fogo purificador da alma!

“Eles estão passeando lá dentro, sem sofrerem nada. E o quarto homem parece um anjo” (25)

Aquilo que seria destruidor transformou-se em renascimento.
Aquilo que parecia humilhante se torna exaltante.

Há esperança quando passamos pelo fogo.

Os três jovens aceitaram seus percursos.
E dessa aceitação evidenciou-se uma glorificação.

“Pois não há outro Deus que possa salvar como este”. (29)

E já canto “Fire” com Bono Vox:

“But there`s a fire inside/ when i`m falling over there`s a fire in me/ when I call out I built a fire/ i`m going home…”

“Mas existe uma chama por dentro/ quando me precipito existe um fogo queimando em mim/ quando eu clamo eu faço uma fogueira/ estou voltando para casa.”

 

 
1 comentário

Publicado por em dezembro 10, 2007 em Segundas de primeira

 

[Prosa com Tiradentes]

tiradentes.jpg

Fotografia: Rodrigo Costa

 
6 Comentários

Publicado por em dezembro 10, 2007 em Fotografias

 

Tags: ,

‘quebrando protocolo’

acordar-cedo-dormir-tarde.jpg

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 7, 2007 em Humor é tempero