RSS

Arquivo mensal: novembro 2007

Olhando para o mar

1173786274_f.jpg

Interessante a vida…
Tão mutável, tão inexplicável!

Engraçada a vida…
Nos faz rir de nós mesmos
não demora um tanto já nos faz chorar.
Pensar, pensar, pulsar, pulsar.

Um coração doente que precisa de cuidados,
para ser transformado em um coração sábio
e não se tornar um cardíaco espiritual.

Ah a vida… Ah a forma….
Não podemos fazer algo certo de uma forma incerta.
O que podemos? o que fazemos? o que queremos?

Já dizia Ken Wilber: “Quando alguém define as fronteiras de sua alma, estabelece também as batalhas que nela travará”

Talvez por isso tenhamos medo das nossas decisões, de como enxergar a vida
de como sermos sempre presentes à ela e não ausentes, fugitivos do acerto, da verdadeira forma de pensar, agir, pulsar, pulsar…

Um coração que simboliza nossa mente, nossas escolhas…

Céu e terra perduram pois não são egoistas; Antes nascem para todos, existem em benefício de toda a criação.
Como sermos pelo menos um estrela desse céu? Um grão de areia desta terra? Mas só isso? Ainda não queremos perdurar? Sermos eternos? ou só queremos ser ausentes, construir apenas nossos castelos de areia e nosso universo egoísta?

Ah a vida… Pra que tanto jogo de palavras?

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em novembro 30, 2007 em Perguntas precisam de respostas?

 

Tags: ,

imagem1.png

“Daniel, pois quando soube que a escritura estava assinada, entrou em casa e, em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes por dia, se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava a fazer.” Dn 6.10

Quando reflito sobre a história do jovem Daniel, fico a pensar: Como não foi possível achar um argumento convincente, uma falha grave, um calcanhar de aquíles sobre sua vida em meio a toda uma investigação e inveja de seus opositores? Antes sua “fraqueza”, o que o levaria a cova dos leões, era simplesmente sua maior virtude: INTEGRIDADE.
Foi isso que usaram contra ele, naum conseguiram acusá-lo por seus defeitos mas sim com suas virtudes. Que homem fiel!!! hoje, não diferente dos dias passados, ser um cristão sincero, íntegro, requer muito de nós, renúncia, dedicaçao. Ao sermos provados será que continuaremos a ser quem somos na luz? ou tentaremos fechar nossas janelas para que ninguém nos veja adorando a Deus?

Temos ainda a oportunidade! Ainda temos a chance de fazer valer a pena o acreditar de Deus sobre nossas vidas, ainda poderemos reverter a morte, o salário do pecado, em vida para que um dia nosso testemunho possa alcancar os corações de todos.

“Faço um decreto pelo qual, em todo o domínio do meu reino, os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque Ele é o Deus vivo e que permanece para sempre; o seu reino não será destruído, e o seu domínio não terá fim.” Dn 6.26

 

 

Jhônatas Cabral

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 30, 2007 em Espiritualidade

 

Tags: ,

Um prelúdio

caminhos pensantes

Na travessia da prosa vou.
Na prosa da travessia estou.

A prosa é o de dentro pra fora, é desapego.
A travessia é o de fora pra dentro; o que aprendo no percurso.

Ir é voltar ao sonho do feto – A curiosidade de conhecer o sentido da vida.
Estar é mudar de um lugar ao outro entre mim e mim.

 

Jhônatas Cabral

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 27, 2007 em Poemas

 

Tags: , ,